Sonhe acordada, por favor!

Sonhe acordada, por favor!

Se for sonhar, abra os olhos, esteja alerta, pronta para agir, não durma, por favor. É que se você estiver dormindo, vai perder o melhor do sonho: a chance de realizá-lo.

Faz algum tempo, troquei  metas, missões ou objetivos, por sonhos. No patamar dos sonhos, o desejar é ilimitado, o irreal é palpável, o impossível fica ao alcance das mãos e lá a concorrência é só com você mesma, com a sua fé, o seu querer e com a sua força de trabalho.

Sim, sonhar exige tudo isso. Existem etapas. Não acredita? Veja essa história.

Eu e minha irmã, tivemos filhas, com pouca diferença de idade. A minha Júlia é de maio de 97 e a Laura dela, nasceu cinco meses depois. Pouco mais de um ano depois veio a segunda filha dela, minha afilhada Vitória. Elas cresceram juntas e claro, sonharam juntas. Entre tantos sonhos, estava o de morarem juntas, em São Paulo, quando chegasse a hora de ir para a universidade. E lá foram elas transformar sonho em realidade. Todo domingo que passavam juntas, do alto dos dez anos de cada uma, e dos nove da Ví, pegavam o caderno de “Classificados” do Estadão, escolhiam as melhores plantas de apartamentos, com as maiores metragens, nos melhores endereços de São Paulo e entravam no “chat”, canal online de comunicação com a construtora, para consultar prazo de entrega e valores. Pra gente era pura diversão. Pra elas era sonho em construção. E hoje, adivinha?  As duas mais velhas moram em São Paulo, não no mesmo apartamento, nem com o alto padrão que queriam, mas são vizinhas de bairro, uma será bióloga, a outra advogada. E aquele sonho de menina, é um concreto só. Tomara que a minha afilhadinha se junte a elas esse ano e as três continuem de olhos bem abertos!

E pra você que sonha só quando está dormindo, lembre-se que sonhar tem preço sim e você pode pagar, por cada um dos seus! Sendo assim, está aberta a temporada de sonhos! Pague pra ver!

 

Autor

Marilucy Cardoso

Marilucy Cardoso

Jornalista, mãe, canceriana, nascida em 1973, cheia de histórias para contar e suja algumas panelas nas horas vagas.

Relacionado

Comentários

Nenhum Comentário

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.