Quer saber se é amor? Viaje

Quer saber se é amor? Viaje

Viajar a dois é um teste de alta complexidade pra qualquer casal. Se você acha que só mesmo consumindo um saco de sal pra saber se é amor o que vocês sentem um pelo outro, esqueça. Uma viagem de uma semana vai trazer uma resposta certeira, em menos tempo e você ainda tem a chance de se divertir muito mais. Afinal, se for amor, vai ser maravilhoso.

Por exemplo: O destino escolhido, diz muito sobre o quanto vocês se amam! Verdade. Adianta fazer um cruzeiro, com alguém que não gosta de mar? Adianta escolher um roteiro de aventuras para curtir com alguém que se quer tem um conga na mala? Pense nisso.

Uma viagem nos tira da comodidade da nossa casa, da nossa rotina.  Por mais luxuoso que seja o hotel, vai faltar espaço na bancada do banheiro pra toda a sua maquiagem, pro seu secador, pra sua chapinha e pro seu baby liss. O armário também é beeeeemmmm pequeno. O espaço reservado para os sapatos é menor ainda! Olha o amor sendo fortemente testado! Pior que isso só o excesso de intimidade. Não se engane baby, numa viagem de uma semana uma hora ou outra, calcinhas e cuecas irão parar no varão da cortina do banheiro. Uma hora ou outra você vai saber que o seu amor não joga o fio dental usado no lixo… Ou vai se lembrar, que foi você quem deixou o lenço usado para tirar maquiagem em cima da bancada! Acontece nas melhores famílias

E a gincana não pára. Quem dorme demais perde o café da manhã e pode causar um problema. Quem não obedece o GPS se perde e causa mais problema. Quem viu um restaurante no guia e se surpreendeu com uma comida de péssima qualidade, perde moral. Quem perde a chave reserva do hotel… Perde o rumo, o humor e a estribeira.

Desafio maior: diálogos. É tanto tempo a sós ou disponível um para o outro, que o volume de diálogos cresce assustadoramente, daí a chance maior de falar em assuntos proibidos, como, ex-namorados, cheque especial, presentes que não foram dados, datas esquecidas… Pode acontecer! Lembre-se, depois do café da manhã, não rola aquele selinho e o texto: Te vejo a noite, quando eu voltar do trabalho. Vocês estarão juntos do amanhecer ao cair da noite, all the time!

E se no caminho de volta pra casa, vocês ainda estiverem de mão dadas, cheios de planos para o futuro, com tempo pra mais um café no aeroporto, ou uma média com pão na chapa na rodoviária, acredite: É amor! E caso a vontade de sumir, sem deixar endereço, bata no seu coração quando a viagem terminar, ou durante o passeio, suma! Nem revele as fotos, a fila anda!

Autor

Marilucy Cardoso

Marilucy Cardoso

Jornalista, mãe, canceriana, nascida em 1973, cheia de histórias para contar e suja algumas panelas nas horas vagas.

Relacionado

Comentários

Deixe o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.