Polenta mole! Mangia che te fa bene!

Polenta mole! Mangia che te fa bene!

Polenta mole é um coringa e tanto! Ela tem gostinho da Itália e um glamour especial. Pra mim, é a melhor entrada do mundo! Quando tenho que preparar um jantar especial ou quero deixar uma refeição requintada aposto sem medo na polentinha mole. O interessante é que ela seja servida num prato de sobremesa, em pequenas porções para que o convidado fique com a sensação de “quero mais”! Ela pode até ser servida sem nenhum acompanhamento, mas o ideal, é um ragú de carne, linguiça, ou um refogadinho de cogumelos, que é sem dúvida, a opção mais rápida e fácil.

Anote os ingredientes para o refogadinho de cogumelo:

100g de shimeji

1 cebola pequena picadinha

cheiro verde batido

1 colher (sobremesa) de manteiga

1/2 xícara (café) de Shoyo

Modo de preparo do refogadinho de Cogumelo

Separe os cogumelos com a ajuda de uma tesoura, preserve o cabo. Numa panela aquecida, derreta a manteiga, adicione a cebola picadinha, em seguida os cogumelos e assim que eles murcharem um pouco coloque o shoyo e o cheiro verde batido. Está pronto o refogadinho de cogumelo. Reserve.

Para fazer o polenta mole:

2 xícaras e meia de água

1/2 tablete de caldo de carne ou galinha

1 colher (sobremesa) de manteiga

1 colher (sopa) de queijo parmesão

1/2 xícara de mistura para polenta. Uma marca nacional que eu uso é a Polentina

Modo de fazer a polenta mole:

Numa panela coloque a água, a manteiga, o tablete e deixe ferver. Assim que levantar fervura, coloque a mistura para polenta e não pare de mexer, até que ela comece a desgrudar do fundo, despeje a manteiga e o queijo continue mexendo até que os dois ingredientes estejam bem incorporados a polenta.

Desligue o fogo, com uma conchinha coloque num prato de sobremesa e despeje sobre a polenta ainda quente o refogadinho de cogumelos, também previamente aquecido, enfeite com queijo parmesão e arrase na sua entrada. Lembre-se um jantar especial não tem data específica, depende das suas escolhas! Vai lá e se consagra!

 

Autor

Marilucy Cardoso

Marilucy Cardoso

Jornalista, mãe, canceriana, nascida em 1973, cheia de histórias para contar e suja algumas panelas nas horas vagas.

Relacionado

Comentários

Nenhum Comentário

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe o seu comentário