Meu filho virginiano!

Meu filho virginiano!

Cancerianos não deveriam se misturar com virginianos. Mas, acontece… Aconteceu comigo e meu filho mais velho, numa sexta-feira 10 de setembro de 1993. Azar o dele, que nasceu com senso de organização, responsabilidade e com um ano já era um sujeito de manias.

A música de ninar era uma só.  Cantar parabéns no aniversário nem pensar. Bermuda só com chinelo, tênis apenas se estivesse vestindo calça comprida. Etiquetas nas roupas? Eram exterminadas na primeira prova. Sentar no penico, nem pra ganhar dólar! Aliás, como bom virginiano ele adora dinheiro, tanto quanto adora dormir. Até a chupeta, tinha que ser a que ele gostava! Acho que ele aprendeu a falar logo, pra poder exigir tudo do jeito dele, o mais rápido possível.

Aí um sujeito desse, nasce de uma típica mãe canceriana, que gosta de dar colo, que quer conversar no café da manhã. Que esquece de pagar a conta de luz, que não consegue ir a reunião da escola, que compra o material escolar no primeiro dia de aula e não cola as etiquetas nos livros e cadernos. Que coloca o coração em tudo o que faz. Pergunta! Virginianos tem coração?

É claro que eles tem! Eu aprendi com o meu filho virginiano, que detesta sentimentalidades, mas que está sempre por perto e preocupado com quem ele ama, sim, eles amam. Sem exageros, mas amam. Às vezes, acho que ele simplesmente me aceita, porque me ama.

E sobre não misturar cancerianos e virginianos, penso assim:

O Guilherme, primogênito de uma canceriana de 20 anos, jornalista em formação, tinha que ser virginiano. Tinha que ser a razão do meu coração destrambelhado, a terra firme para os meus pés apressados, o alerta para a minha mente dispersa. O acaso nos juntou e a vida nos uniu. Por isso, 22 anos depois, tenho certeza, escreve aí: Cancêr combina com Virgem!

576832_433867046624767_917753973_n

Autor

Marilucy Cardoso

Marilucy Cardoso

Jornalista, mãe, canceriana, nascida em 1973, cheia de histórias para contar e suja algumas panelas nas horas vagas.

Relacionado

Comentários

  • Lucyene Vilela Lucyene Vilela setembro 10, em 21:38

    Texto lindo!! Esse seu filho virginiano merece!! Sempre foi uma graça de menino, desde bem pequenininho!! As manias eram mesmo engraçadas! Aliás, lembrei-me que jaqueta sem manga, ou seja, colete, nem pensar!! E além da mãe canceriana ele ganhou também uma madrinha canceriana. Não tenho dúvida : essa parceria dá certo!! Beijos para os dois queridos

    Responder
    • Marilucy Cardoso Marilucy Cardoso setembro 10, em 22:54

      Dá totalmente certo. E ai dele se não gostasse de canceriana... Um bj grande e obrigada pelo carinho de antes do nosso virginiano nascer!!!!

      Responder
  • Maravilhoso texto , me encontrei de certa forma , tenho um filho virginiano e eu sou de peixes com ascendente em câncer , imagine só !! Um beijo e parabéns pelo filho lindo! Parabéns também pelo blog!! viva os virginianos !!

    Responder
    • Marilucy Cardoso Marilucy Cardoso setembro 11, em 09:15

      Regina você é a emoção em pessoa menina!!!! Espero que seu virginiano tenha um coração mais amolecido que o meu!!! Obrigada pela visita e pelo carinho!!

      Responder
  • Ana Maria Ana Maria setembro 11, em 03:03

    Cancerianos e virginianos combinam sim! Além da mãe e madrinha, o Guilherme tem uma irmã (de coração), tb canceriana... Sim! Eu, filha única, ganhei um irmão, no auge dos meus 19 anos, pois ele era amado e mimado como filho pelos meus pais, e, diante disso, passei a amá-lo como irmão... Ele é mesmo uma pessoa muito especial, mesmo com suas manias. E sou privilegiada, pois tive um filho (capricorniano) muito parecido, fisicamente e no jeito de ser, com o Guilherme... E amo, enxergá-lo diariamente, no meu filho, e com isso poder matar um pouquinho da saudade daquele tempo que estávamos sempre juntos... Te amo, Guilhe, e sou muito feliz por ter vc em minha vida! Parabéns e feliz aniversário!! Bia

    Responder
    • Marilucy Cardoso Marilucy Cardoso setembro 11, em 09:14

      Como é bom sentir esse amor Bia!!! Fiquei emocionada aqui mesmo sabendo que vocês são irmãos e os seus pais são e sempre serão como pais pro Gui! Obrigada por tudo, esses anos todos!!! Um grande beijo da outra canceriana e saiba capricornianos e cancerianos são outro grande desafio!!! kkkkkkk

      Responder
  • Claudia Claudia setembro 11, em 08:30

    Lindo Mari!! Adorei ! E a foto dele a coisa mais linda do mundo!

    Responder
    • Marilucy Cardoso Marilucy Cardoso setembro 11, em 09:12

      Nasceu bonito esse virginiano, viu Claudinha!!! E eu me declaro suspeita pelo comentário... Mas mães podem!!!! BK

      Responder
  • Silvana Zugaib Silvana Zugaib setembro 11, em 09:57

    Que belo texto. Deve ser muito gratificante ver que sua presença fez diferença na vida dele e vice-versa. Lindos, mãe e filho. Bjs

    Responder
    • Marilucy Cardoso Marilucy Cardoso setembro 11, em 13:43

      Verdade, a gente se completa e se aceita nas diferenças. Obrigada Silvana pelo carinho de sempre!!!! Beijinho

      Responder
  • Anelise de Siqueira Anelise de Siqueira setembro 11, em 11:31

    "Pergunta! Virginianos tem coração? É claro que eles tem! Eu aprendi com o meu filho virginiano, que detesta sentimentalidades, mas que está sempre por perto e preocupado com quem ele ama, sim, eles amam. Sem exageros, mas amam." Me vi duplamente nesta descrição.... Tenho um marido virginiano - Petterson Rodrigues- e uma filha virginiana - Maria Eduarda- que por coincidência do destino nasceu no mesmo dia do pai.... sou Leonina ( fácil, né?!) .... sou dramática e sentimental... imagina o caos!!! rsrsrsrsrs

    Responder
    • Marilucy Cardoso Marilucy Cardoso setembro 11, em 13:42

      Pelo menos a gente já sabe Anelise que eles tem coração! kkkkk Como boa leonina você vai levar os virginianos rabugentos no bico e com bom humor de sempre! Um beijo e obrigada pela visita!!!

      Responder
  • Elizete Elizete setembro 12, em 15:47

    Essa minha amiga é especial, combina com todos os signos do zodiaco. Principalmente se forem seus filhos. Amo vocês. Bjs

    Responder
  • José Reinaldo Lopes José Reinaldo Lopes outubro 30, em 10:33

    Sou virginiano típico, e minha mãe pisciana. Imagine ela toda meiguinha, dramática, chorona, e eu ali parecendo frio, cauculista, interesseiro, "parecendo" por é apenas aquela máscara do virginiano para não mostrar seus sentimentos. Nada é por acaso, esse lance de signos não combinarem, que é impossivel o signo tal viver cm signo tal é uma pobreza, uma decadência. A vida está aí pra isso mesmo gente. è por isso que as guerras acontecem e matam milhões, porque as pessoas não querem se tolerar, não querem ceder em nada. Todos os signo podem conviver e crescer juntos. Eu amo minha mãe, ah e de quebra minha irmã também é de peixes, fui criado por duas piscianas. Aprendo todos os dias com minha mãe e minha irmã. A vida é isso, deixar a diversidade nos transformar em pessoas amor, onde todos são bem vindos, respeitando, se transformando, melhorando a cada dia....

    Responder
    • Marilucy Cardoso Marilucy Cardoso outubro 30, em 13:47

      Olha que boa surpresa. Um virginiano cercado por piscianas... Muito bom! Saiba que vc também ajuda e muito as duas com esse seu jeito virginiano. Equilíbrio é a palavra certa! Um forte abraço e obrigada por compartilhar a sua hitória!

      Responder

Deixe o seu comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.