7 coisas que te faziam sentir importante na infância!

7 coisas que te faziam sentir importante na infância!

A infância é uma roleta russa. Num instante você é feliz, no outro, aquela mesma felicidade te apavora. Quem aqui não amava a bicicleta até o primeiro tombo? Os medos ficam muito grandes, quando se é pequeno. É medo de

Não é falta de memória, é excesso de detalhes!

Não é falta de memória, é excesso de detalhes!

Memória de elefante, não! Diga, memória de elefanta, por favor! Eu poderia jurar que essa história de guardar na memória foi inventada por uma mulher. Mulher quer lembrar de tudo! Do primeiro beijo, do primeiro sutiã, da primeira professora, da

Enquanto você dormia… Eu amava!

Enquanto você dormia… Eu amava!

Ele dormia e eu não! O medo de avião não me dava sossego, a volta de uma viagem e as lembranças frescas na memória também não! Os pensamentos a 30 mil pés de altitude, viajavam mais depressa que o Air

QUEM ESPERA… É mais feliz!

QUEM ESPERA… É mais feliz!

Espera! Você não perde, nunca, por esperar! Antes de retrucar… Pense: Não vale muito a pena esperar pelos nove meses até os filhos nascerem, pelos 365 dias entre um aniversário e outro, pelos quatro ou mais anos até o diploma,

5 atitudes dos pais para criar adultos especiais!

5 atitudes dos pais para criar adultos especiais!

Criar filhos é sem dúvida a missão mais difícil que alguém pode receber nessa vida. A chance de sair tudo diferente do que os pais sonharam é imensa, o risco é altíssimo e em todas as classes sociais. Ta aí,

A morte é essencial!

A morte é essencial!

A morte é essencial! Foi na cadeira de dentista, sem mais nem menos, que ouvi essa frase. Não como uma sugestão, mas como uma sentença! Em seguida veio a explicação: Se a morte não existisse, viveríamos sem medo, sem certeza

Amigos de VERDADE!

Amigos de VERDADE!

Primeiramente, que fique claro: Detesto esse papo de amigo DE VERDADE… Pra mim, quem tem a necessidade de nomear sentimentos é raso demais. Sobretudo, quando se trata de amizade. Afinal elas tem tantas cores, dores e sabores, que me parece

Fui ser feliz, não tenho hora pra voltar!

Fui ser feliz, não tenho hora pra voltar!

Dia desses, meu filho caçula, pediu um brigadeiro e lá fui eu pra cozinha. Seguindo mais aos meus instintos do que propriamente uma receita, comecei a preparar o doce preferido do Gabriel. E foi justamente quando raspei a lata de

A barraca do afogado – O livro

A barraca do afogado – O livro

Se você já esteve na quermesse do Divino Espírito Santo, em Mogi das Cruzes, certamente, provou o prato mais tradicional dessa festa que completou 404 anos. Mas, tão importante quanto o sabor é o que está por trás do preparo

Eu já acordei com 80 anos!

Eu já acordei com 80 anos!

Eu já acordei com 80 anos, e olha, é curioso ter 80. É assim: primeiro você descobre que o tempo de fato passou. O corpo dói. É preciso buscar  em si, um traço, fios ou corte de cabelo, um dente,