Cafeteira italiana, tem que ter!

Cafeteira italiana, tem que ter!

A minha cafeteria italiana, que também é chamada de cafeteira Moka, estava guardada há pelo menos cinco anos. Adepta do café de coador, flertando com o expresso, eu tinha medo de experimentar a engenhoca italiana. Mas como tudo tem a hora certa, o café certo e a louça certa, o dia chegou! É porque, desde criança, me apaixonei por um jogo de chá que ficava na cristaleira da minha avó Cecy! Fui crescendo e o amor pelas peças do jogo só crescia também. Até que há alguns meses criei coragem e pedi pra minha Tia Luciana, que me desse, apenas, uma xícara de café.  pra minha surpresa e gratidão, ela embrulhou todas as peças que sobraram e me deu. Um dia de felicidade imensa. O tesouro está bem guardado, só para ocasiões especialíssimas. E também da minha Tia recebi, uma embalagem especial, comemorativa do Café Bazilli, feito lá em Caconde, interior de São Paulo, por uma grande amiga da Família a Roberta, que como ela mesma diz tem o café no DNA, pois, é da quinta geração de cafeicultores pelo lado paterno e da quarta geração pelo lado materno, dando continuidade a tradição. O café sempre fez parte da sua vida, desde criança participava da rotina da roça, onde as brincadeiras aconteciam no cenário do cafezal, com seus primos e primas que vinham passar as férias na casa de seus avós.

13170628_1200523083292489_878214167_o

Então fui misturando tudo isso pra curtir a minha cafeteira italiana, avós, carinho, histórias, tradições e sabores. O café Bazilli é maravilhoso, servido sempre no restaurante da minha Tia Luciana, o Luciana Slow Food, ao lado de outra tradição, as balinhas de café, vendidas na Banca do Nilo, no Mercado Municipal de Guaratinguetá.

13184827_1200482963296501_248707850_o

Para preparar o seu café na cafeteira italiana não é difícil!

Atenção as dicas

1) Encha de água, sempre fresca e não calcária, até o nível do orifício da cafeteira sem bico.
2) 
Encha de café o filtro até ao nível e, sem fazer pressão sobre o pó, feche a parte superior (a que tem o bico).
3) 
Coloque a cafeteira no fogo e espere o início da ebulição, até que ouça sair o vapor, assobiando pelo orifício do respiro.
4) 
Nesse momento tire a cafeteira do fogo e vire lentamente esperendo que a água, passando através do café, possa descer para a parte inferior.
5) 
Depois de a usar, lave com cuidado todas as parte da cafeteira e verifique sempre que não o orifício não fique obstruído. 

13210917_1200483013296496_1464623668_o

 

Autor

Marilucy Cardoso

Marilucy Cardoso

Jornalista, mãe, canceriana, nascida em 1973, cheia de histórias para contar e suja algumas panelas nas horas vagas.

Relacionado

Comentários

  • Claudia Claudia maio 10, em 10:33

    Hummmm Eu tive a honra de participar dessa celebração, foi muito divertido e delicioso, porque o café perfuma a casa toda e as histórias adoçam as xícaras !?

    Responder
    • Marilucy Cardoso Marilucy Cardoso maio 10, em 13:28

      As nossas celebrações são sempre muito especiais! Obrigada pela presença plena e pela fé em tudo o que eu faço! Um bj

      Responder

Deixe o seu comentário